Plástica ocular

A Cirurgia Óculo-plástica é muito diversificada e abrange tanto a área da pálpebra como as vias lacrimais e a órbita. Existem diversas técnicas que têm como foco o respeito à integridade do globo ocular e da função visual:

Cirurgia Reconstrutiva – tratamento de tumores;
Cirurgia Reparadora – tratamento de feridas e as más-posições;
Cirurgia da Ptose – tratamento para a pálpebra caída;
Cirurgia das Retrações – faz parte do quadro de tratamento da tireóide.

PÁLPEBRA PESADA

Podemos identificar a pálpebra pesada a partir de três fatores: excesso de pele na pálpebra superior; olheiras, que correspondem a um afinamento do tecido palpebral associado a uma hiperpigmentação; e presença de bolsas de gordura.

O tratamento mais indicado para este problema é a blefarosplastia, um tipo de cirurgia ambulatorial, com anestesia local, que tem como intuito reduzir ou até mesmo suprimir as imperfeições palpebrais.

RUGAS

As rugas são causadas pelas repetitivas expressões faciais que fazemos durante toda a vida. A perda de proteínas, como colágeno e elastina em conseqüência da idade, também contribuem para a falta de elasticidade da pele.

A oftalmologia atua no tratamento de rugas nas áreas da fronte e da região periocular (pés de galinha), através da aplicação da toxina botulínica tipo A, que provoca o relaxamento temporário do grupo muscular destas áreas.

O tratamento é indicado para pessoas entre 30 e 60 anos, que não têm alergia conhecida ou doença crônica. Após a aplicação pode haver uma queda da pálpebra superior e visão dupla, mas estas complicações são transitórias e desaparecem espontaneamente.

Categorias: Cirurgias
Postado por cop em 09/10/15
© 2015 | TODOS O DIREITOS RESERVADOS A COP- CENTRO OFTALMOLOGICO PERDIZES | DESENVOLVIDO POR MIDHAUS